Dicas de NFL Fantasy #7: Essa é a semana dos calouros Herbert, Higgins e Claypool

Ronald Jones em ótima fase, tight ends com muitos alvos na redzone e wide receivers novos com cada vez mais espaço; veja nossas apostas para a semana 7

Arte: André Martins

Toda semana, o Intervalo em 5 traz dicas para você que quer agregar valor ao seu roster e saber quem escalar no Fantasy da NFL. Para cada posição, sugestões de elite, “palpitões” da 2ª prateleira e apostas um tanto ousadas. Está na hora de saber em quais jogadores acreditar para ir atrás nos waivers ou em trocas.

Para a semana 7 da liga, apostamos em calouros que estão ganhando cada vez mais protagonismo nas franquias e tendem a valorizar o seu roster nas próximas semanas. Um deles é Justin Herbert, quarterback que apresenta franca evolução com o Los Angeles Chargers e busca sua primeira vitória contra o Jacksonville Jaguars. No entanto, se você está desesperado por pontos nesta rodada, também temos opções mais “imediatistas”. Confira nossas dicas:

Quarterbacks

Justin Herbert (LAC): O calouro do Los Angeles Chargers está louco para conquistar a sua 1ª vitória, e não há oportunidade melhor do que a deste domingo, contra o Jacksonville Jaguars. A equipe da Flórida tem a 2ª pior defesa contra o jogo aéreo da NFL – a unidade “contribuiu” com -91,23 pontos esperados na temporada, de acordo com o Pro Football Reference. Em quatro partidas como titular, Herbert soma 9 touchdowns e 3 interceptações, com uma média de 24,3 passes completos e 298 jardas por jogo. Falta apenas um triunfo para se firmar como ótima opção no Fantasy.

Matt Ryan (ATL): Sinal de novos tempos em Atlanta? Os Falcons conquistaram a 1ª vitória na temporada após a demissão de Dan Quinn, e Matt Ryan voltou a se destacar: 30 de 40 passes completos, 371 jardas, 4 TDs e rating de 136,6 contra o Minnesota Vikings. Neste domingo, Ryan coloca a boa fase à prova contra o Detroit Lions, que cede, em média, 20,23 pontos de Fantasy a quarterbacks adversários. Promessa de jogo com pontuação bem alta, devido à fragilidade das duas defesas.

Running Backs

Ronald Jones (TB): O adversário do Tampa Bay Buccaneers nesta semana é o Las Vegas Raiders, 2ª equipe que mais cede pontos de Fantasy a running backs adversários (33,30 em média). Jones vem de sua partida mais explosiva na temporada, contra o Green Bay Packers: foram 23 tentativas de corrida para 113 jardas e 2 TDs, além de duas recepções para oito jardas. O atleta também soma pelo menos 20 toques na bola nas últimas três partidas dos Bucs. A volta de Leonard Fournette preocupa, mas a sequência de RoJo é boa demais para descartá-lo.

D’Andre Swift (DET): Demorou um pouco, mas D’Andre Swift finalmente parece ter assumido o protagonismo no jogo corrido dos Lions. Foram 14 tentativas para 116 jardas e 2 TDs, além de outras três recepções para sete jardas, contra o Jacksonville Jaguars. O ataque terrestre não é prioridade em Detroit, mas o bom desempenho do calouro – e o fato de o Atlanta Falcons ceder, em média, 24,30 pontos a RBs adversários – podem mudar este cenário.

Justin Jackson (LAC): Austin Ekeler deve permanecer fora por um tempinho, e Joshua Kelley não causou boa impressão nas primeiras oportunidades. A situação no backfield abre o caminho para Justin Jackson, que teve bom desempenho contra o New Orleans Saints na semana 5, registrando 15 tentativas para 71 jardas e cinco recepções para outras 23. O adversário de domingo é o Jacksonville Jaguars, 5ª equipe que mais cede pontos de Fantasy a RBs adversários (30,53 em média).

Wide Receivers

Tee Higgins (CIN): O ataque dos Bengals tem sido instável, mas a promessa para o domingo é de uma partida de alta pontuação contra o Cleveland Browns (assim como foi a primeira, na semana 2). Na soma dos dois últimos jogos, o calouro Tee Higgins lidera a franquia em targets (14) e jardas de recepção (187). Ele terá mais uma oportunidade de registrar bons números contra a 3ª defesa que mais cede pontos de Fantasy a wide receivers (45,30 em média).

Brandin Cooks (HOU): O cenário para o Houston Texans não muda: a defesa não segura os adversários, e resta a Deshaun Watson a obrigação de liderar o ataque para uma alta pontuação. Foi assim contra o Tennessee Titans e tudo deve se repetir contra o Green Bay Packers. Nesta “loucura aérea” da semana 6, Fuller teve 11 targets, 6 recepções para 123 jardas e 1 TD. Cooks não ficou para trás, com 9 targets, 9 recepções para 68 jardas e 1 TD. O recebedor achou seu espaço em Houston.

Chase Claypool (PIT): Este calouro é a sensação do momento: são 11 recepções para 184 jardas e 3 TDs nas últimas duas partidas, além de outros dois TDs corridos. É o grande alvo de Big Ben em Pittsburgh e assim deve continuar, mesmo com a volta de Diontae Johnson. O matchup com o Tennessee Titans é ótimo, já que a equipe de Mike Vrabel é a 4ª que mais cede pontos de Fantasy a wide receivers. Aposta excelente para o fim de semana e para o restante da temporada.

Tight Ends

TJ Hockenson (DET): Não bastasse a fragilidade da secundária do Atlanta Falcons, a equipe ainda é a que mais cedeu TDs a tight ends na temporada (7). Hockenson pode se beneficiar desta vantagem em um jogo que tende ao foco no jogo aéreo. Apesar de não ter recebido muitos targets, o atleta registrou um TD em cada uma das últimas duas semanas. É alvo de redzone para Matthew Stafford. Pode apostar sem medo.

Darren Fells (HOU): Fells foi um dos alvos preferidos de Deshaun Watson na redzone em 2019, e há indícios de que a parceria segue firme. Apesar de um início tímido, o tight end tem 3 TDs em seis jogos e alcançou seis recepções para 85 jardas contra o Tennessee Titans, sua maior marca na temporada. O adversário de domingo é o Green Bay Packers, o mesmo que sofreu nas mãos de Rob Gronkowski há uma semana. Vale arriscar aqui.

Defesa

Buffalo Bills: Apesar de ter uma das melhores secundárias da NFL, a defesa dos Bills ainda não mostrou a que veio. Porém, se é por falta de oportunidade, o New York Jets é um prato cheio para a unidade provar o seu valor. A franquia comandada por Adam Gase é a que mais cede pontos de Fantasy a defesas adversárias em média (11,17), e a volta de Sam Darnold à titularidade não deve melhorar muito a situação da equipe, que não deverá contar com o seu melhor WR, Jamison Crowder.

Kicker

Cairo Santos (CHI): O Chicago Bears tem 22 tentativas na redzone na temporada, mas só converteu 8 delas (36,4%) em touchdown. O kicker brasileiro tem ajudado a mascarar a ineficiência do ataque com bons chutes: são 12 de 12 extra points convertidos e 10 de 12 field goals acertados até a semana 6. O duelo de segunda coloca, frente a frente, duas fortes defesas e dois ataques inconstantes. Promessa de jogo definido nos chutes e com placar apertado.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s