Dicas de NFL Fantasy #4: Goff em alta, Deebo de volta e a parceria Foles e Graham

Apostas incluem números inflados para o LA Rams, Kenny Golladay contra uma secundária esfacelada dos Saints e até o novo “alvo principal” de Aaron Rodgers

Arte: André Martins

Toda semana, o Intervalo em 5 traz dicas para você que quer agregar valor ao seu roster e saber quem escalar no Fantasy da NFL. Para cada posição, sugestões de elite, “palpitões” da 2ª prateleira e apostas um tanto ousadas. Está na hora de saber em quais jogadores acreditar para ir atrás nos waivers ou em trocas.

As três rodadas de NFL até aqui nos forneceram um bom indício do que cada time pode produzir. Em Chicago, a era Mitchell Trubisky chegou ao fim e deu lugar a Nick Foles, que comandou uma importante virada contra o Atlanta Falcons. Seattle Seahawks, Buffalo Bills, Green Bay Packers continuam dominantes, 49ers e Patriots seguem em ascensão; e os Jets e Giants de Nova York mostram cada vez mais defeitos.

Na semana 4, a liga de futebol americano vive seus primeiros momentos de tensão com o coronavírus. O jogo entre Pittsburgh Steelers e Tennessee Titans foi adiado devido a um surto de covid-19, enquanto a partida entre Kansas City Chiefs e New England Patriots ainda aguarda uma confirmação oficial, após contaminações dos quarterbacks Cam Newton, dos Pats, e Jordan Ta’amu, do Practice Squad de KC.

Veja nossas dicas de última hora:

Quarterbacks

Jared Goff (LA): Nas últimas duas semanas, Goff lançou uma média de 294 jardas para cinco touchdowns e uma interceptação, além de marcar um TD corrido. Tudo indica que o 2019 desastroso do franchise quarterback de Los Angeles, agora 9º no ranking do Fantasy do NFL.com, ficou para trás. Ele enfrenta nada menos que a defesa do New York Giants: a 3ª pior contra o jogo aéreo, de acordo com ranking do Football Outsiders. Promessa de mais 20 pontos para o QB de Sean McVay.

Joe Burrow (CIN): Cantamos a bola na 1ª semana: Burrow pode repetir – ou até superar – a temporada de estreia de Kyler Murray. Contra Eagles e Browns, o calouro de Cincinnati lançou para mais de 300 jardas em ambas as partidas, registrou cinco TDs e apenas um turnover. Burrow está logo atrás de Goff no ranking do NFL.com e enfrenta o Jacksonville Jaguars, a 4ª pior defesa contra quarterbacks no Fantasy e a pior defesa (por muito!) contra o jogo aéreo no ranking do Football Outsiders.

Running Backs

Darrell Henderson (LA): O Los Angeles Rams tem, até o momento, o melhor Offense DVOA (métrica de eficiência que compara o sucesso de cada jogada à média da NFL com base na situação e no adversário), enquanto o New York Giants tem o pior Defense DVOA. O cenário aponta para um massacre, e o fio condutor das ações ofensivas de LA será Darrell Henderson. Na semana passada, ele dominou o jogo corrido com 20 carregadas para 114 jardas e um touchdown. Malcolm Brown somou apenas sete tentativas e Cam Akers estava (e ainda está) lesionado.

Mike Davis (CAR): Davis não é nenhum Christian McCaffrey, mas não deixou a desejar ao assumir a titularidade contra o Los Angeles Chargers na semana passada. O running back não só correu para 46 jardas como também foi o principal alvo no jogo aéreo, com oito recepções em nove targets para 45 jardas e um TD. Foram apenas 3,5 jardas por tentativa no último domingo, mas a sua pontuação deve seguir alta em um ataque dos Panthers bastante focado em passes curtos e na atividade do RB.

Devin Singletary (BUF): Com Zack Moss fora, Singletary acumulou 13 tentativas de corrida, quatro recepções e 121 jardas totais contra o Los Angeles Rams. Agora, os Bills enfrentam o Las Vegas Raiders, a pior defesa contra o jogo corrido de toda a NFL e que cede, em média, 43,97 pontos a running backs adversários por partida. O calouro está voltando de lesão, então o volume de jogo do segundanista continuará alto nesta semana. Não é uma boa aposta a longo prazo, mas garante 15 pontos no domingo.

Wide Receivers

Kenny Golladay (DET): O adversário dos Lions é o New Orleans Saints, que sofreu seis TDs aéreos e não produziu nenhuma interceptação nos últimos dois jogos, contra Raiders e Packers. Golladay voltou de lesão na semana passada e foi o principal alvo do time de Detroit, registrando seis recepções para 57 jardas e 1 TD. O matchup é excepcionalmente favorável: Marshon Lattimore e Janoris Jenkins, cornerbacks titulares de New Orleans, não jogam.

Brandin Cooks (HOU): O Minnesota Vikings é o 3º time que mais cede pontos de Fantasy a wide receivers da NFL (média de 46,87). O desempenho dos recebedores dos Texans é, no mínimo, inconstante até o momento, mas Cooks foi o mais visado dos últimos dois jogos: 13 alvos e oito recepções para 118 jardas. Aposta arriscada, mas pode compensar contra uma das piores defesas aéreas da liga.

Deebo Samuel (SF): Nas últimas oito partidas da temporada regular de 2019, Deebo Samuel não marcou mais de 10 pontos (NFL.com) em apenas uma ocasião. O então calouro recebeu 35 passes de 49 alvos na 2ª metade do ano para 575 jardas e 2 TDs, além de ser usado em trick plays de jogo corrido. De volta de lesão, Deebo encara a problemática defesa dos Eagles. Colocá-lo de titular de cara é um risco, mas não dê bobeira se ele estiver livre no mercado ou mofando no banco de um rival cheio de WRs.

Tight Ends

Jimmy Graham (CHI): Desde que Nick Foles assumiu o posto de quarterback no 3º quarto do jogo contra o Atlanta Falcons, Graham foi o recebedor mais visado do Chicago Bears: foram sete alvos, contra seis de Allen Robinson. No jogo, ele registrou seis recepções para 60 jardas e dois TDs. O confronto contra os Colts é um perigo nos números, pois a equipe de Indianapolis é a que menos cedeu pontos a TEs na liga. Mas acredite: neste caso, os dados podem mentir!

Robert Tonyan (GB): Davante Adams é questionável e Allen Lazard está fora do jogo, então – por incrível que pareça – Tonyan pode se tornar o principal alvo de Aaron Rodgers da noite para o dia. Contra os Saints, o atleta anotou cinco recepções para 50 jardas e um touchdown. Agora, ele enfrenta a defesa do Atlanta Falcons, que cedeu 4 TDs e média de 79,3 jardas/jogo a tight ends na temporada.

Defesa

Seattle Seahawks: O safety Jamal Adams pode não atuar contra o Miami Dolphins, mas o principal trunfo desta defesa – que tem quatro interceptações em três jogos – continua ativo e pronto para brilhar. Estou falando de Russell Wilson… sim, um quarterback que entrega 5 TDs aéreos por jogo coloca pressão em qualquer adversário e o obriga a se arriscar mais em busca do resultado. Este cenário pode transformar Ryan Fitzmagic em Ryan Fitztragic.

Kicker

Randy Bullock (CIN): Pela 2ª semana seguida, Bullock foi perfeito e não errou nenhuma tentativa de field goal ou extra point. O kicker ajudou a mascarar a ineficiência dos Bengals na redzone com oito FGs na temporada e não teve nenhuma partida com menos de nove pontos no Fantasy. Boa opção a curto e longo prazo.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s