Dicas de NFL Fantasy #3: confrontos favoráveis e jogadores em alta são destaques da semana

Aproveite para ser bastante ativo nos waivers ou em trocas para garantir as principais surpresas deste começo de temporada.

A Semana 3 da NFL chegou e trouxe na bagagem uma grande quantidade de baixas por lesões, algumas decepções com jogadores e outras tantas surpresas para o Fantasy. As duas primeiras rodadas deste ano nos permitem analisar com mais propriedade as estatísticas com base na nova realidade de 2020, ao invés de nos apegarmos aos rendimentos de anos anteriores e em suposições para a temporada.

Toda semana, o Intervalo em 5 traz dicas para você que quer agregar valor ao seu roster e saber quem escalar. Para cada posição, sugestões de elite, “palpitões” da 2ª prateleira e apostas um tanto ousadas. Está na hora de saber em quais jogadores acreditar para ir atrás nos waivers ou em trocas.

Quarterbacks:

Cam Newton (NE): Se existiam dúvidas sobre o rendimento de Cam em New England, o começo de temporada do quarterback dispensa qualquer ceticismo e garante uma vaga no pódio: é o terceiro da posição que mais pontuou no Fantasy, com média de 33.9 pontos por partida. Além de muito produtivo no jogo corrido, com 4 touchdowns marcados, Newton se mostrou confiável passando a bola – 397 jardas aéreas só no último jogo. O duelo desta semana contra os Raiders não será fácil, mas o novo quarterback dos Patriots está provando que merece ser escalado como titular independente do confronto. É hora de ir alto em Cam Newton.

Ryan Tannehill (TEN): O quarterback dos Titans é o atual detentor da nona melhor marca da posição no Fantasy, ficando entre Patrick Mahomes e Lamar Jackson. Nas duas primeiras rodadas, Tannehill teve uma média de 23.1 pontos por jogo, marcou 6 TDs e não sofreu nenhuma interceptação. Seu rating de 120.74 é o quarto maior da Liga, de acordo com a plataforma Fantasy Data. No terceiro jogo da temporada, os Titans enfrentam os Vikings, que cederam 5 TDs aéreos para quarterbacks e uma média de 24.6 pontos por partida para a posição. O matchup é mais do que favorável para que Tannehill tenha outra ótima atuação.

Philip Rivers (IND): o início da parceria entre Rivers e os Colts não começou como o esperado. O quarterback ainda não causou uma boa impressão, tem mais interceptações (3) do que touchdowns passados (2) e acumula míseros 25.68 pontos totais no Fantasy. No entanto, a adaptação de dois jogos na nova franquia e o duelo contra o New York Jets – 10ª equipe que mais cedeu pontos para quarterbacks, com uma média de 21.5 por partida de acordo com o Fantasy Pros – podem marcar o ponto de virada para o jogador de 38 anos. É uma aposta que pode render pontos se estiver com dúvidas na posição de quarterback do seu time.

Running Backs:

Waivers: Com as lesões de jogadores importantes da posição como Saquon Barkley (fora da temporada) e Christian McCaffrey (perderá de 4 a 6 semanas), seus prováveis substitutos ganham muito valor no Fantasy. Seja para repor esses jogadores, ou para adicionar valor ao seu elenco, não deixe passar Mike Davis, running back dos Panthers, e Devonta Freeman, que assinou com os Giants nesta semana. 

Davis deve ser o titular imediato em Carolina e deve receber bastante volume de jogo – já se mostrou produtivo no jogo aéreo ao receber 8 passes no jogo passado. É uma opção viável logo para essa semana. Já Freeman é uma alternativa mais a médio prazo, sendo que, recém-contratado, pode demorar algum tempo para se firmar na posição. Outro jogador a ir atrás é Jerick McKinnon, dos 49ers, que deve se aproveitar das lesões no backfield dos Niners para ser bastante envolvido no plano de jogo de Kyle Shanahan.

James Conner (PIT): por sofrer com lesões na carreira, a grande dúvida que paira sobre Conner é se ele se manterá saudável. O jogador começou 2020 preocupando por lidar com desconforto no tornozelo e ver em risco seu domínio no backfield dos Steelers. A boa notícia é que a situação parece ter se estabilizado na semana passada, em que Conner correu para 106 jardas e somou 20.1 pontos no Fantasy. Os Texans, adversário desta rodada, cederam 28.1 pontos por jogo para RBs, mais um incentivo para você, na medida do possível, escalá-lo sem remorso.

David Montgomery (CHI): no top-20 da posição com 30.1 pontos, Montgomery correu para 146 jardas e recebeu 6 passes para 55 jardas e 1 TD nesta temporada. O envolvimento no jogo aéreo, antes relegado a Tarik Cohen, é um indício promissor para o jogador no Fantasy por demonstrar ser uma polivalente opção de running back de três descidas. Tudo flui ainda para que Montgomery tenha uma consistente atuação no confronto desta rodada contra os Falcons, quarta pior defesa em jardas cedidas nesse começo de 2020.

Joshua Kelley (LAC): escolha de quarta rodada do Draft deste ano, Kelley já começou a sua primeira temporada na NFL do melhor jeito: em campo. O running back divide o backfield dos Chargers com Austin Ekeler, mas ambos vêm tendo espaço para jogar e acumulam atuações consistentes. O rookie soma 173 jardas totais e vem sendo bastante envolvido no ataque. No confronto desta Semana, os Chargers enfrentam os Panthers, pior defesa contra o jogo terrestre com 36.5 pontos por partida para a posição. Tem espaço para Kelley emplacar dois dígitos de pontuação e marcar presença (pelo menos) no FLEX do seu time.

Wide Receivers:

Terry McLaurin (WAS): McLaurin é, de longe, o melhor e o único jogador confiável do ataque do Washington Football Team. Nos dois primeiros jogos, o recebedor esteve presente em 93.4% dos snaps ofensivos da equipe e combinou para 186 jardas em 17 recepções. Na derrota da Semana 2 contra os Cardinals, segunda franquia que menos cedeu pontos para wide receivers de acordo com a plataforma Fantasy Pros, Terry recebeu 7 de 10 passes para 125 jardas e 1 TD, marcando 25.5 pontos no Fantasy. O jogador está merecendo posição cativa no seu elenco, ainda mais nesta rodada em que enfrenta os Browns, que propiciaram, em média, 28.1 pontos por jogo para recebedores.

Diontae Johnson (PIT): a disputa pelos holofotes da posição em Pittsburgh está mais do que interessante. Apesar de Juju Smith-Schuster ter mais pontos (36.7) nas duas primeiras rodadas, o segundanista Diontae Johnson não fica muito atrás na pontuação (31.9) e é o wide receiver mais visado pelo quarterback Big Ben. Johnson teve 23 targets, terceira melhor marca na NFL e 9 a mais do que Juju, demonstrando ser um dos WR2s mais eficientes da Liga. Enquanto a atenção principal recai no companheiro de posição, Johnson corre por fora e merece ser escalado na sua equipe contra a modesta secundária dos Texans.

Russell Gage (ATL): se o cenário para a defesa dos Falcons não é o ideal, o ataque de Atlanta vem se mostrando uma máquina de jardas e pontos. A franquia tem o segundo melhor ataque aéreo da NFL, com 701 jardas, e tem 3 recebedores com mais de 160 jardas neste começo de temporada. Para além de Julio Jones e Calvin Ridley, Russell Gage vem se provando uma alternativa confiável para o Fantasy. Gage não só é o 11º wide receiver com mais pontos até aqui (37), como também recebeu 21 targets de Matt Ryan. No confronto contra os Bears nesta semana, o jogador pode ser uma bela opção para o FLEX, já que a marcação ficará atenta principalmente aos outros playmakers da equipe.

Tight Ends:

Jonnu Smith (TEN): depois de seu quarterback, o maior pontuador de Fantasy dos Titans nessas duas semanas é Jonnu Smith. O tight end atingiu 120 jardas e 3 TDs recebidos, marcando 38 pontos combinados e sendo uma opção confiável para Tannehill. Smith também é o atual terceiro melhor pontuador da posição e vem recebendo bastante volume de jogo e atenção, ainda mais com a ausência do WR AJ Brown neste começo de temporada. Se precisar de um tight end ou estiver com ele no seu elenco, não titubeie em escalá-lo.

Logan Thomas (WAS): sim, sei que falei que McLaurin era o único jogador confiável em Washington, mas talvez estejamos presenciando o surgimento de outro candidato a ser consistente no Fantasy. Thomas é o terceiro tight end com mais targets na NFL (17), atrás apenas das estrelas da posição Darren Waller e Travis Kelce. O atleta também está recebendo a atenção do quarterback Dwayne Haskins na redzone e é uma excelente alternativa para o seu elenco: está em apenas 3,9% dos times na plataforma da NFL. Nesta semana, ainda enfrenta os Browns, equipe que mais cedeu pontos para tight ends até então.

Dalton Schultz (DAL): um dos destaques da virada histórica dos Cowboys contra os Falcons na Semana 2, Schultz recebeu 10 passes para 88 jardas e 1 TD, anotando 21.8 pontos no Fantasy. O jogador se tornou o tight end titular de Dallas com a contusão de Blake Jarwin e é uma opção excelente para buscar nos waivers: está disponível em 89.8% das ligas na plataforma da NFL. No confronto desta semana contra os Seahawks de Russell Wilson, Schultz pode receber novamente uma alta quantidade de passes e se tornar o titular no seu elenco do Fantasy.

Kickers

Younghoe Koo (ATL): mais um jogador beneficiado do ataque produtivo dos Falcons, o kicker Koo fez 22 pontos de Fantasy nas duas primeiras semanas e está em quarto no ranking da posição. O jogador não errou nenhum chute, tem um calendário atrativo para as próximas semanas e se provou bastante acionado, seja para garantir o extra point da máquina de touchdowns de Atlanta ou para anotar o field goal nas campanhas mais modestas da franquia. Se por acaso ele estiver livre na sua liga, não pense dois segundos antes de selecioná-lo.

Rodrigo Blankenship (IND): filho de mãe brasileira, Rodrigo não foi escolhido no Draft neste ano, mas foi contratado pelos Colts para ser o titular da franquia. O kicker rookie é outro com uma média de 11 pontos de Fantasy por partida, empatado com Koo no top-5 da posição. Rodrigo perdeu um field goal na sua estreia, mas emendou seis acertos consecutivos desde então e tem se mostrado bastante confiável. Se está com alguma indefinição com o seu atual kicker, Rodrigo Blankenship está merecendo ser o titular no seu elenco.

Defesas

Indianapolis Colts: na terceira colocação do pódio da posição, a defesa dos Colts vem de ótima atuação após neutralizar os Vikings e forçar Kirk Cousins a apenas 113 jardas aéreas e menos de 50% de aproveitamento de passe. O confronto rendeu 15 pontos de Fantasy para a defesa, e o duelo desta semana é contra o baleado New York Jets. Espera-se mais uma grande atuação desta defesa que é atualmente a que menos cedeu jardas na liga, com apenas 416 jardas permitidas.

Tampa Bay Buccaneers: claro que Tampa Bay não poderia ficar de fora dessa lista. Só que o destaque da franquia para esta semana é a unidade defensiva, que está em nono no ranking da posição e enfrenta o Denver Broncos nesta rodada. Após perder o quarterback Drew Lock e o principal recebedor, Courtland Sutton, os Broncos não devem criar muitos problemas para a defesa dos Buccaneers. O running back Melvin Gordon, maior ameaça atual da franquia de Colorado, não deve ter vida fácil ao enfrentar Tampa Bay, quarta melhor equipe contra o jogo corrido. Tudo está favorável para uma grande exibição dessa defesa; beneficie-se disso!

Confira mais conteúdos de Fantasy Football no Intervalo em 5.

Autor: André Martins

Estudante 3º ano de Jornalismo ECA/USP

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s