Dicas de NFL Fantasy #1: Big Ben, Burrow, Cohen e até Koo são apostas interessantes

De quarterback veterano a running back calouro, estes jogadores livres na maioria das ligas podem virar peças de alto valor

Arte: André Martins

Setembro sempre chega, não é mesmo? Apesar da pandemia e das quase 200 mil mortes por covid-19 nos Estados Unidos, a temporada 2020 da NFL começou na quinta-feira (10). Na abertura, os fãs puderam matar a saudade da bola oval com a vitória do Kansas City Chiefs sobre o Houston Texans, por 34 a 20, a “reedição” de uma das partidas mais emocionantes dos playoffs de 2019. Agora, terão à disposição um domingo e uma segunda à noite cheios de confrontos mais que especiais.

Junto à nova temporada, tem-se a largada para o Fantasy Football. Seja qual for a plataforma, o game é uma boa ferramenta para acompanhar o desenvolvimento dos atletas na NFL e colocar seu conhecimento à prova por honrarias com amigos – ou até por dinheiro. O Intervalo em 5 não vai ficar de fora da brincadeira: toda semana, teremos dicas para você que quer agregar valor ao seu roster e saber quem escalar. Para cada posição, sugestões de elite, palpitões da 2ª prateleira e até apostas ousadas.

Na Semana 1, deve-se levar em conta a necessidade de agregar valor de troca. O ano é atípico, então não só faltam amostras de jogos de pré-temporada, como também não há muita informação sobre o desempenho dos atletas no Training Camp, que foi realizado em tempo reduzido e com condições limitadas. Assim, é importante buscar opções que prometem ser úteis nos 16 jogos e ter uma boa curva de crescimento. Confira nossas dicas:

Quarterback

Ben Roethlisberger (PIT): Big Ben sofreu uma grave lesão no cotovelo em 2019, mas está pronto para o 1º jogo da temporada contra o New York Giants. Antes, em 2018, o QB dos Steelers lançou para 5.129 jardas e 34 touchdowns, os números mais altos de toda a sua carreira. Logo na estreia, ele terá pela frente a 3ª pior defesa contra o passe de 2019, mas que adicionou boas peças com James Bradberry e Logan Ryan. Saudável, Big Ben é capaz de liderar seu roster durante toda a temporada e igualar pontuações de quarterbacks de elite.

Jimmy Garoppolo (SF): o QB dos 49ers lançou 4 TDs em três ocasiões na campanha do vice-campeonato – duas foram contra os Cardinals. A equipe de Arizona, aliás, foi a que mais cedeu pontos de Fantasy a quarterbacks no ano passado, graças a uma secundária e um corpo de linebackers problemáticos. Para o setor, o único upgrade da offseason foi a escolha de Isaiah Simmons na 1ª rodada do Draft. Será o suficiente para parar Jimmy G, que busca a 2ª temporada completa como titular na NFL após um 2019 em alto nível? Vale a aposta no quarterback no domingo.

Joe Burrow (CIN): dificilmente o campeão do College em 2019 será um Free Agent em qualquer liga, mas nenhum time deve apostar tão cedo no rookie como titular. É uma boa chance para você propor uma troca ousada e irrecusável e ficar com o jogador. Não confia? Apesar da linha ofensiva de baixo nível, Burrow terá alvos como A.J. Green, Tyler Boyd e Tee Higgins, além de Joe Mixon no backfield. O vencedor do Heisman Trophy pode igualar – ou superar – as boas temporadas de estreia de Kyler Murray e Baker Mayfield.

Running Back

Kenyan Drake (ARI): Em duas partidas contra o San Francisco 49ers, Drake fez uma média de 16.1 pontos em 2019. O fim de temporada empolgante do running back ex-Dolphins fez ele despontar como uma das principais opções para o Fantasy neste ano, e com razão. Falta confiança para apostar no jogador contra um dos melhores front seven da NFL? Tudo bem. Mas nas próximas semanas, Arizona enfrenta Washington Football Team, Detroit Lions e Carolina Panthers, três péssimas defesas contra o jogo corrido.

Tarik Cohen (CHI): David Montgomery está listado como questionável (Q) para a partida contra o Detroit Lions, a 4ª equipe a ceder mais pontos de Fantasy para RBs em 2019. Cohen deve receber mais snaps para correr com a bola, mas vale lembrar que ele já é a opção natural dos Bears como receiving back, sendo muito importante para jogadas de 3ª descida. E olha só: a defesa dos Lions cedeu 8 TDs de passe para RBs no ano passado, o maior número da NFL. Com uma boa estreia, Cohen pode se firmar em Chicago e ser uma peça valiosa para o seu roster em toda a temporada.

Jonathan Taylor (IND): Marlon Mack foi listado como o RB1 dos Colts para a 1ª semana, mas dificilmente fará parte da franquia em 2021. A tendência é que Taylor, escolha de 2ª rodada no Draft de 2020, receba cada vez mais snaps ao longo das semanas. O rookie é uma boa alternativa logo para o jogo contra o Jacksonville Jaguars, 2ª pior defesa contra o jogo corrido em 2019 e que sofreu duras perdas na linha defensiva. Há espaço para os dois jogadores do backfield renderem bastante.

Wide Receiver

Robert Woods (LAR): Cooper Kupp foi o principal recebedor desta equipe em 2019, com 94 recepções, mas Woods não vem muito atrás, com 90. Com Brandin Cooks fora de cena, a tendência é que Woods tenha espaço aberto para crescer. Jared Goff não é um passador muito regular, mas o treinador Sean McVay não deixa seus WRs com fome. A estreia é contra o Dallas Cowboys, que perdeu o CB Byron Jones e tem carências na secundária. É uma aposta interessante.

Emmanuel Sanders (NO): Sanders teve uma metade de temporada fantástica nos 49ers, e há razões para acreditar que ele poderá repetir a dose em 2020. O jogo aéreo dos Saints é bastante focado em alimentar Michael Thomas, mas as defesas estarão atentas no melhor recebedor de 2019. Surge a oportunidade para Sanders desempenhar um papel importante de desafogo e de alvo confiável no ataque para Drew Brees.

Brandon Aiyuk (SF): Deebo Samuel está fora do jogo contra o Arizona Cardinals, então, mesmo com status atual de questionável (Q), Aiyuk é uma boa aposta. O principal alvo de Garoppolo é George Kittle, mas, se tudo correr como esperado com a escolha de 1ª rodada dos 49ers, o calouro deve aparecer cada vez mais como opção. A partida de abertura é contra os Cardinals, a 7ª pior defesa contra o jogo aéreo em 2019. Além disso, nas próximas semanas, o WR terá mais chances de mostrar seu valor contra New York Jets, New York Giants e Philadelphia Eagles, equipes que têm problemas na secundária.

Tight End

Jack Doyle (IND): Doyle foi, em 2019, o 1º alvo de um ataque baleado dos Colts, com 72 targets, e o 3º com mais recepções (43). Com TY Hilton saudável, ele certamente não será o recebedor primário do time. No entanto, é importante lembrar que Eric Ebron está fora de cena, sendo Doyle o único bom TE disponível na equipe de Indianapolis. Os Jaguars são o adversário da Semana 1; cenário melhor não há.

Mike Gesicki (MIA): Gesicki teve um final de temporada interessante pelos Dolphins e poderá explorar uma combalida classe de linebackers do New England Patriots no jogo de estreia. Apostar em um jogador de ataque contra uma defesa de Bill Belichick é arriscado, mas tenha em mente que os Patriots lideraram a liga em quantidade de pontos de Fantasy cedidos para WRs em 2019. Portanto, no jogo aéreo, a tendência é que se procure outra solução. Na última partida da temporada passada, Gesicki anotou 1 TD e recebeu 4 passes para 34 jardas na vitória sobre o Patriots, por 27 a 24.

Defesa

Eagles: É bem provável que esta defesa não empolgue a longo prazo, mas uma estreia contra o Washington Football Team não pode ser ignorada. Se você estiver infeliz com a defesa que draftou e esta unidade estiver disponível, não pense duas vezes antes de fazer a adição. A secundária, que foi o setor mais problemático de Philly em 2019, recebe Darius Slay Jr, uma contratação de altíssimo nível para mudar o patamar do grupo.

Chargers: A lesão de Derwin James é um grande baque, mas a unidade da franquia de Los Angeles é muito sólida. A linha defensiva é uma das melhores da NFL: teve 47 sacks em 2019 e ainda adicionou o defensive tackle Linval Joseph. A secundária, que entregou pontos preciosos no ano passado, foi reforçada pelo cornerback Chris Harris Jr. No quesito linebackers, o calouro Kenneth Murray promete ser uma arma importante. A estreia é contra o Cincinnati Bengals, que tem QB novo e uma linha ofensiva inconstante.

Kicker

Younghoe Koo (ATL): Não é só de nome curioso que vive Koo. O kicker marcou 86 pontos de Fantasy em oito jogos em 2019 – média de 10,75 por jogo. Acertou 15 de 16 extra points e 23 de 26 field goals. Se mantiver os números em 2020, certamente brigará no topo do ranking da posição. Fique de olho!

Sam Sloman (LAR): Quer apostar em um rookie? Sloman foi escolha de 7º round e terá a missão de substituir ninguém menos que Greg Zuerlein em Los Angeles. Apesar da desconfiança sobre a franquia, os Rams foram o 5º time com mais tentativas na redzone em 2019. Zuerlein, em LA, foi o 8º kicker com maior quantidade de pontos na temporada passada (114). Oportunidades para Sloman mostrar o seu valor não faltarão.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s